Aprenda a usar espelhos na decoração

Unanimidade entre os arquitetos, esse recurso é um curinga para trazer amplitude visual, refletir iluminação natural e criar interessantes efeitos decorativos

Por Daniela Espinelli e Davi Vieira | Fotos: Divulgação

Antigamente esse revestimento era tido como artigo de luxo, já que apenas figurava em residências da alta sociedade e nos castelos suntuosos das famílias reais, entretanto, na época da Revolução Industrial, seu preço baixou de forma significativa e o espelho se popularizou. Hoje, o artigo pode ser encontrado em todos os ambientes da casa e ser usado de diferentes maneiras, em vários formatos e como artigo importante para propor sensações  ou otimizar os espaços. Lançamos o tema nas redes sociais da revista Casa&construção e, para esclarecer as principais dúvidas, conversamos com a Silvestre Vidros – empresa especialista em vidros e espelhos – e com os arquitetos Bruno Carvalho e Leonardo Junqueira.

 

espelhos-sala
espelhos-sala
Não há fórmula para escolher a parede ideal para um espelho porque tudo depende do efeito que deseja inserir ao espaço e, claro, do layout da residência. Porém, as posições mais comuns são em frente a portas e janelas, favorecendo vista e claridade, ou, quando se trata de locais diminutos, em alvenarias que criam barreiras visuais, ou seja, que dão a sensação de “aperto”.
« 1 de 3 »

 

Revista Casa&Construção Ed. 139