Veja 5 dicas para banheiros e lavabos

Aposte em tendências que harmonizam a ambientação e em peças que garantem amplitude e funcionalidade

Texto: Giulia Esposito | Fotos: Divulgação

Simples detalhes podem valorizar a pequena metragem dos banheiros e lavabos, deixando-os modernos e funcionais. A aposta no modelo correto das cubas, na altura e colocação adequada dos metais, em uma iluminação diferenciada ou em acessórios certeiros pode ser a chave de uma repaginação descomplicada e efetiva. Ainda no aspecto “descomplicação”, revestimentos grandes e inusitados roubam a cena em pisos e paredes, economizando rejuntes e tempo.

Metais

Há torneiras certas para cada tipo de cuba. Elaine Fonseca recomenda as de cano longo ou as que saem da parede para cubas de apoio. Os acabamentos podem ser de tons acobreados, prateados foscos e industriais. “Cubas de embutir ou de sobrepor pedem torneiras curtas e modelos mais tradicionais, indo de prata a dourado, dependendo se o estilo for mais ou menos clássico”, completa. Curvas suaves combinadas às figuras geométricas resumem a tendência de design internacional dos metais. “Com isso, os produtos mais elaborados têm um visual clean que acentua a modernidade e a tecnologia em harmonia com o humano”, define o diretor de marketing da Codda Metais Martinho Botelho.

 

Cubas

Cubas de apoio são as prediletas. “Elas são tendência em decorações modernas. Já nos clássicos, as de embutir ou de sobrepor (em que somente a borda fica sobre a bancada) ainda são as mais indicadas”, recomenda a arquiteta Eliane Fonseca, parceira da Ideia Glass.

As esculpidas de pedra são sofisticadas, adaptáveis a todos os tamanhos de banheiros e customizáveis. “Caem melhor em banheiros mais rústicos, mas, com as tecnologias de fresamento automático, ficaram mais leves e orgânicas e passaram a decorar os mais sofisticados. O cuidado é com o tipo de pedra e a sua porosidade, pois elas retêm umidade e fungos com mais facilidade”, ressalta Rubens Szpilman, designer referência na produção de cubas, acessórios e lavatórios em resina de poliéster. O fresamento automático acontece por meio de máquinas programadas para esculpir qualquer material em qualquer formato, sem auxílio humano.

Revestimentos

Se antes modelos pequenos eram febre, hoje o cenário é inverso. Porcelanatos maiores e neutros, imitando mármores e granitos, trazem homogeneidade e amplitude e destacam metais, cubas e bancadas. “Inicialmente hostilizados, com o tempo eles ganharam espaço pela diminuição de rejuntes, facilidade de colocação e visual com menos recortes”, esclarece Eliane. Destacar uma parede com um revestimento diferenciado, em 3D, hexagonal ou geométrico, ou o piso com as novas cerâmicas que imitam madeira é certeiro.

Box e espelho

Boxes de plástico e acrílico estão em desuso. “Hoje, usa-se uma lâmina única de vidro com perfil para fixação na parede. Isso garante leveza”, pontuam os arquitetos do 242 Studio. Espelhos são sempre bem-vindos. “Os sem moldura deixam o espaço moderno e clean. Em ambientes clássicos ou ousados, os soltos com molduras caem bem”, garantem as profissionais do escritório Bordin & Soares. “Já os banheiros bem pequenos pedem espelho em uma parede inteira para trazer amplitude,” indica a designer de interiores da Simonetto Marilene Moura.

Iluminação

Em lavabos, uma luz difusa garante intimismo, sendo as arandelas ótimas apostas! Já em banheiros, o ideal é ter uma iluminação geral e pontos de luz em áreas de execução de tarefas, como box e bancadas. O designer da Geo Luz & Cerâmica Maurício D’Ávila sugere as luzes laterais com temperatura 4000 K no espelho para garantir uniformidade: “Luzes acima do espelho geram sombras que acentuam as ruguinhas da pele”, salienta. Quanto às luminárias, opte pelas feitas de materiais inoxidáveis. “As de tecido ou outros materiais que deterioram com a umidade não são adequadas. Já as de cerâmica são perfeitas para este fim”, indica.

 

Revista Casa e Construção Ed. 138. Garanta a sua!